sexta-feira, 26 de outubro de 2007

A Lista

Retrato
Eu não tinha este rosto de hoje,
assim calmo, assim triste, assim magro,
nem estes olhos tão vazios,
nem o lábio amargo.

Eu não tinha estas mãos sem força,
tão paradas e frias e mortas;
eu não tinha este coração
que nem se mostra.

Eu não dei por esta mudança,
tão simples, tão certa, tão fácil:
- Em que espelho ficou perdida a minha face?
(Cecília Meireles )


E agora Oswaldo Montenegro falando da fugacidade das coisas.

Belísssimo




2 comentários:

Mélica disse...

Oi Beth!
São lindos os poemas da Cecília Meireles, até já postei alguns também!;)
E esse reflete bem como nos vemos.. com o passar do tempo!
Tenha um ótimo final de semana.. Beijos!

Van disse...

lindo mãe....